Luv L : O mundo lésbico como você nunca viu

Por Talitta Braga


Vamos falar de sexo?

Tipos de Lésbicas:
Existem três tipos de lésbicas definidas em ativas, passivas ou versáteis... Se você não entendeu nada relaxa, por que vou explicar cada um...






- Ativa: seria aquela lésbica que assume uma postura dita mais “masculina” durante o sexo, tocando e dando prazer à parceira, e muitas vezes não se deixando ser tocada. Ou, numa linguagem mais “popular”, ativas são as que “comem”.
- Passiva: seriam aquelas que são tocadas pela parceira, assumindo uma postura dita “feminina”, ou seja, são as que “dão”.

- Versáteis (relativas ou flexíveis): são as que assumem os dois papéis, ou que na verdade não vêem diferenciação entre os dois, permitindo-se tocar e serem tocadas sem maiores problemas.

                       

-Gênero e papel sexual:
As pessoas se definem nesses gêneros simplesmente porque as pessoas têm desejos e necessidades diferentes na hora do sexo, se sentindo à vontade em algum papel específico ou não definido. E isso pode variar até para uma mesma pessoa, em momentos diferentes da vida, nas relações e mesmo dentro de uma mesma relação. Umas vezes queremos uma coisa, outras vezes outra, e isso é natural e saudável.
Thammy Gretchen exemplo de lésbica
 masculina.*



É importante lembrar aqui que sempre tem exceções entre identidade de gênero e papel sexual, pois muitas vezes aquelas que têm comportamentos ditos mais “masculinos” não levam este comportamento para a cama, e vice-versa. Tem meninas boyzinhos passivas e versáteis, e feminíssimas que são estritamente ativas. Uma coisa é a forma como você se veste, se comporta etc. Que é a identidade de gênero, outra é como se comporta sexualmente, que é o papel sexual. E deixemos claro: tudo isso é aprendido e desenvolvido socialmente, ou seja, é a sociedade que nos ensina e determina (infelizmente) quais comportamentos são masculinos e quais são femininos.


 Coragem, daquelas que resolvem questionar estes padrões, que nos são impostos de forma tão natural que nem percebemos e se refletem até nas nossas brincadeiras, por exemplo, quando saem todas orgulhosas por aí falando que “comemos” fulana ou beltrana, que eu acho horrível.

As versáteis, nisso tudo, são as mais confortáveis, pois podem se relacionar tanto com ativas como com passivas.  


Cynthia Nixon de Sex and the
City exemplo de lésbica feminina.*
Enfim, entre lésbicas os papéis ativa, passiva e versátil existem sim e podem determinar rumos de relacionamentos. Quando a escolha por um destes papéis é tranqüila, muito bem, mas quando ela mascara outras coisas, é importante repensá-la. Porque o que vale, em qualquer tipo de relação, é a felicidade, verdade e espontaneidade, e privar-se do prazer por conta do que a sociedade nos impõe não tem sentido o que nós lésbicas e gays em geral e sabemos já sabemos disso.
-Como seria a lésbica ativa que não gosta de ser tocada?
Tem vários questionamentos por ela sentir prazer apenas tocando outra se isso e possível ou não, bom, eu posso dizer que seria psicológico a pessoa sentir prazer em ver a mulher sentindo prazer, não necessariamente ela precisa ser tocada pra sentir prazer... Ela consegue chegar até o orgasmo só de saber que  provocou isso na parceira e vendo uma mulher sentir prazer  consegue chegar facilmente ao orgasmo sem precisar ser tocada.

-Como é esse toque?
Sexo oral, onde a parceira estimula a outra tocando a vagina com os lábios e a língua. também podendo ser feita a posição 69 e as duas fazerem ao mesmo tempo. 
Também existe o Tribadismo é uma forma de praticar o ato sexual lésbico. Termo de origem grega para designar frotação ou esfregação. É o ato de roçar ou esfregar sua genitália na genitália da parceira. No entanto, o tribadismo pode ser praticado em qualquer parte do corpo de sua parceira em que seu sexo consiga se posicionar num bom ângulo.
As práticas homossexuais entre mulheres também incluem penetração; no entanto, quando praticada, é mais comum que a estimulação do órgão genital da parceira seja realizada manualmente (dedos) ou, em outros casos, pênis artificial, embora esse seja mais raro,que eu eventualmente não gosto.

                          


-Dica:
Se a menina se vestir normalmente aqui fica dica para saber se ela e ativa ou passiva: durante o beijo geralmente as ativas tem mais pegada.

-Você pergunta e Talitta responde:
- O que você acha da masturbação?
Enviada por Otacílio Gabriel.
- Acho essencial pra pessoa se conhecer e deve ser considerado normal, tem pessoas que fazem na frente do parceiro (a) para estimulá-lo ao sexo.
Mandem suas perguntas por inbox no facebook.




OBS: * as fotos que colocamos, óbvio que não correspondem o que as devidas garotas são. É como disse, algo imposto pela sociedade. Tirem suas conclusões




Até a próxima semana (:

1 comentários:

Gabriela disse...

adorei o poste,mais acho que nao é tao dividido assim,geralmente depende muito do momento e tals,acho que a unica diferença é que algumas,as vezes tem mais ''pegada''

Postar um comentário